27/01/2014

Educar e comunicar com os clientes



Se está nalgum negócio, possivelmente está a tentar fazer com que alguém visite o seu website , ou experimentar o seu produto . 


Mas num mercado lotado com este , como pode distinguir-se da concorrência ?


Neste artigo vamos abordar como  podem educar e comunicar com os vossos clientes. 


Aqui estão as cinco dicas:

1. Eliminar o que não é importante.

É importante fazer com que cada frase seja tão clara e eficaz quanto possível. Se você pode omitir uma palavra, uma frase ou um parágrafo que não seja fundamental para ajudar alguém a entender alguma coisa, faça-o . Por exemplo, se  vender cortadores de relva e está a tentar explicar porque é que o seu cortador de relva é melhor do que os outros cortadores no mercado , o cliente provavelmente não quer ouvir nada acerca da história da empresa .

 Não presuma que o cliente tem qualquer interesse na sua mensagem. Nunca esqueçam que para os clientes, a interação consigo é apenas uma pequena parte do seu dia . Eles querem ajuda , não necessariamente a história do produto.

2 . Explicar as coisas antes de nomear as coisas .

Certifique-se de explicar o termo e conceito antes de usá- lo mais e mais , porque as pessoas podem não saber o que esse mesmo conceito significa . Por exemplo, se você trabalha com seguros, os clientes
já ouviram falar de co-pagamentos e franquias , mas podem não saber qual a diferença entre os dois  ou mesmo o que  significam. Ao explicar que uma franquia é o dinheiro que um cliente paga antes da apólice de seguros, você garante todos estão na mesma página .

3 . Quando possível, use metáforas .

Usar metáforas podem ajudar a explicar conceitos complicados para os consumidores. Por exemplo, se você está a vender um conjunto complicado de ferramentas de software para negócios , pode comparar por exemplo a um restaurante movimentado , onde o chefe de cozinha dirige de forma eficiente a sua equipa , mantendo os clientes satisfeitos .

4 . Seja engraçado .

O humor está no centro do que fazemos . As pessoas aprendem mais e têm uma experiência melhor se você conseguir fazê-los rir .  Não se trata de brincadeiras ou piadas. É apresentar-se como ser humano que é e ser-se acessível e gentil perante o cliente.  Não importa o que se faz neste ponto, lembre-se sempre que você está a falar com mais um ser humano.



5 . Conte a história em ordem cronológica.

Na narrativa , é fácil de obter a ordem dos acontecimentos errados. Por isso, é importante o uso do contexto de vida real , quando tenta explicar alguma coisa para os consumidores. Por exemplo, se fosse uma empresa de electricidade que quisesse educar os seus clientes na forma de como ler as contas de energia, em vez de cargas de itens, linha de leituras e as pessoas tentarem adivinhar o que eles querem dizer com aquilo, você pode começar a abordagem desta forma: " A energia é gerada em centrais , que é entregue em sua casa mas este mesmo processo custa dinheiro, que aparecerá  na sua conta como um carga de energia . 

Sem comentários:

Enviar um comentário