08/10/2013

Decisão de risco como empreendedor ou apenas decide imprudentemente?





Por natureza , os empreendedores são geralmente pessoas que assumem riscos, e acabam por optar em criar as suas próprias empresas ou negócios, em vez de trabalhar para alguém. No entanto, a linha de separação entre assumir o risco e o comportamento imprudente, às vezes, é difícil de determinar.


Ao monitorizar determinados traços , os líderes podem tornar-se mais conscientes e ajudar a evitar tendências destrutivas na decisão que poderá prejudicar a sua empresa, funcionários e/ou meios de subsistência.


Aqui estão quatro pontos que deve manter-se alerta.

1 . Busca de sensações.

Pessoas propensas ao risco extremo nas suas vidas profissionais normalmente anseiam sensações no seu dia-a-dia. 


Podem procurar actividades físicas que são ou parecem ser arriscadas , como pára-quedismo ou bungee jumping, etc.

Procuram a mesma adrenalina nos ambientes de negócios, prosperando quando a atmosfera é caótica ou quando estão envolvidos numa decisão de risco. Nesses casos, é importante ir além da adrenalina do momento e considerar todos os aspectos de uma decisão antes de a tomar por definitivo.

2 . A preocupação com as consequências.

Imprudência pode ser um problema para as pessoas que não têm uma grande preocupação pelas consequências . Aqueles que querem livrar-se do custo potencial duma decisão ou das consequências dessa mesma decisão ou acção, não são mais propensos a tomar decisões perigosas do que aqueles que revêm todos os possíveis resultados e reflectir cuidadosamente acerca do que poderá vir a acontecer se o cenário for o pior.

Isso não quer dizer que deve ficar paralisado pelo medo , mas deverá entender o que poderá acontecer se o resultado da sua acção ou decisão não é exactamente como esperava e ter o discernimento de encontrar uma solução para essa mesma situação. Preveja o pior cenário.



3. O impulso como acção

As pessoas que têm problemas com a força de vontade e que tendem a tomar decisões rapidamente, sem fazer a pesquisa ou investigação devida,  normalmente são mais propensos a tomar decisões imprudentes do que aqueles que são mais disciplinados .São o tipo de pessoas que seguem um plano por um período de tempo, mas depois deitam tudo a perder quando uma decisão é menosprezada. 

4 . Negação.

Os decisores imprudentes têm níveis mais elevados de negação . Preferem não enfrentar a realidade das suas escolhas. Em vez disso, dão desculpas para explicar porque razão uma determinada decisão, não deu certo ou optam por simplesmente ignorar. Pessoas que têm dificuldade em encarar os factos de uma situação são mais propensos a tomar decisões que não são fundamentadas no melhor interesse da empresa.

É claro que essas características nem sempre são indicadores de que um indivíduo tenha tendências imprudentes. No entanto, ter o conhecimento e a compreensão de si mesmo, pode dar-lhe uma noção efectiva das suas áreas problemáticas quando se trata de decidir no negócio e mesmo na vida pessoal. 



Compreender as suas características podem ajudá-lo a conseguir uma maior eficácia em todas as áreas de sua vida.